quinta-feira, 2 de julho de 2009

Coração de Tinta

Coração de Tinta
(Inkheart, 2008)


Direção: Iain Softley
Gênero: Aventura/Fantasia
Duração: 105 minutos
Elenco: Brendan Fraser, Andy Serkis, Helen Mirren, Paul Bettany, Jim Broadbent, Eliza Bennett.



Sinopse:

Meggie (Eliza Bennett) é uma garota encantada pelas histórias de aventuras que lê nos livros. Até que um dia descobre que seu pai Mo (Brendan Fraser), com quem mora sozinha desde o desaparecimento de sua mãe, tem poderes mágicos de trazer os personagens dos livros à vida quando lê trechos em voz alta. O vilão Capricórnio (Andy Serkis) aparece das páginas do livro Coração de Tinta para roubar os poderes de Mo e agora, com a ajuda de seus amigos, Meggie e seu pai entram no mundo encantado dos livros para impedir Capricórnio e talvez encontrar sua mãe perdida.

Análise:

"Coração de Tinta" é um filme bem elaborado até certo ponto, mas acaba como um cavalo paraguaio, muito bom até certo ponto mas se desgasta e perde o encanto no final. Brendan Fraser é bastante conhecido por suas atuações em filmes de aventura e fantasia como "A Múmia" e "Endiabrado", e, neste quesito, ele se encaixa perfeitamente com a história deste filme.
Um dos defeitos iniciais do filme é que ele não descorre nada sobre a habilidade de Mo interagir de verdade com os livros. Não explica de onde vem tal habilidade e nem proporciona um tempo para que possamos nos acostumar com isso. A verdade é que o filme simplesmente solta este detalhe e cada um ache o que bem entender.
Fora isso, os efeitos visuais são bem feitos e impressionam pela criatividade e perfeição de detalhes, mas a história acaba sendo deixada de lado em alguns momentos e fica meio cortada pela metade. Os personagens não tem muito carisma, e a falta de profundidade na personalidade e temperamento de cada um também deixa vastos buracos na história. Um filme que tem como objetivo descrever uma história de magia e fantasia, com personagens únicos e atípicos, não pode simplesmente colocá-los na tela.
Independente disso, "Coração de Tinta" têm suas qualidades. Além dos efeitos, ver personagens de livros que possivelmente já lemos, todos misturados, é completamente diferente. Minotauro, macacos voadores, um unicórnio e outros personagens dão um clima interessante para o desenvolvimento do longa. Uma pena não serem mais explorados do que foram.
Resumindo, o filme é muito interessante na primeira hora, mas fica bem parado e chato daí pra frente. O final consegue levantar os ânimos um pouco devido ao aparecimento do grande vilão citado pelos personagens do filme, mas mesmo assim ele não tem toda a representatividade que poderia ter. Com altos e baixos, "Coração de Tinta" é bem mediano, mas mesmo assim vale a pena ser assistido pelas belezas e curiosidades retiradas dos livros diretamente para as telas.


Nota: 6,5

7 comentários:

  1. Ao ver o filme o escolhi para meu projeto, com a intenção de ser levar a reflexão exatamente o dom da palavra. E este comentário me foi bem descrito para mim.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. afzz n tem oque fazer fica comntando essa merda de livro

      Excluir
  3. filme lixooooooooooooooo!

    ResponderExcluir